Quando pensamos em abrir uma empresa, surgem diversas dúvidas, desde documentação até a precificação dos produtos e ou serviços. Dentre essas perguntas, uma delas é conhecer sobre marketing desde sua estratégia até a transformações de ações de publicidade e propaganda em dinheiro.

Após definir os valores de venda, é necessário entender os processos de vendas, onde vender, como vender e para quem vender. Sabemos que para a conclusão das vendas é necessário entender a realidade de quem consome.

Conforme apresentado nos artigos anteriores, é preciso entender quais são as formas de monetização disponíveis para a sua empresa.  Existem alguns modelos que podem ser explorados pela sua empresa, seja ele em espaços físicos ou pelas plataformas online. A seguir vamos apresentar os modelos que existem.

 

O que é modelo de monetização ?

A monetização é a forma como a sua empresa vai cobrar pelos produtos e serviços ofertados, ou seja, como a empresa vai ganhar dinheiro. Existem diversos modelos, é necessário compreender todos para definir qual aplica melhor no seu negócio, ou seja, qual deixa ele mais rentável.

É preciso saber que esse sistema evolui e a todo surgem novas possibilidades de monetização. Geralmente as empresas têm mais de uma forma de monetização, ou seja, criando a possibilidade de ser mais rentável.

 

Quais são os principais modelos de monetização ?

 

1) Assinatura

Esse modelo é utilizado quando a empresa fornece um serviço ou produto regularmente e a cobrança é feita periodicamente pode ser mensal, bimestral, semestral ou anual), esse período é definido pela empresa e os valores sofrem alterações conforme pacotes.

 

2) Venda direta única

É o formato mais comum, utilizado durante o nosso dia a dia, é aquele que há uma venda de serviços ou produtos de uma única vez ao cliente. Não há regularidade atrelada a venda, o cliente pode retornar por várias vezes ou nenhuma. O retorno vai ocorrer mediante a satisfação do consumidor pela qualidade do produto ou serviço e muitas vezes pelo atendimento. Ou seja, essa venda é mais comum quando se trata de bens de consumo.

 

3) Venda direta recorrente

Geralmente utilizadas em serviços mensais tais como academia, contratação de planos de internet e telefone, a venda direta recorrente podem ser chamadas também de receitas recorrentes, que é quando as empresas oferecem produtos ou serviços recorrentes com pagamentos periódicos, quase sempre mensal.

 

4) Micropagamentos

Os micropagamentos são a monetização mediante a valores únicos que o consumidor paga para ter acesso a um item especial, função e ou opções adicionais em aplicativos e ou plataformas. São encontrados em modelos de plataformas freemium (plataformas gratuitas com opções de compras para outras funções).

 

5) Publicidade

Nessa categoria o principal foco é a estratégica do marketing. Esse formato é basicamente a disponibilização de um espaço seja físico ou virtual para divulgar algo, seja campanhas ou marcas. Nos meios digitais, as divulgações serão por sites, app, blogs e redes sociais e nos meios físicos, são em outdoor, revistas, painéis, folhetos, entre outros.

 

6) Licenciamento de marca e produtos / Franquia

O Licenciamento de marca ou produto é quando disponibilizamos a nossa marca para comercialização dos produtos e ou serviços por uma terceira parte.

Já a Franquia, é uma concessão para empreendedores com o mesmo modelo de negócio que a fornecedora de origem.

 

7) Comissão

É a taxação sobre o pagamento, ou seja, taxa por sucesso que consiste no recebimento de um valor de acordo com o fechamento de uma venda. Pode ser utilizado em vendas físicas e ou online. A comissão pode estar embutida desde da venda de uma roupa até a de um ingresso para eventos.

 

8) Software como serviço (SAAS)

São aplicações online, que permite usar de forma remotamente em diversos dispositivos, porém, é necessário que haja uma licença de produto, ou seja, essa licença deverá ser adquirida pelo usuário que deseja usar aquele Software como serviço. Ele pode ser uma assinatura ou a compra única de um software, mas é um modelo específico do mundo digital.

 

 

9) Plataforma como serviço (PAAS)  

O PAAS fornece um ambiente de desenvolvimento e implantação de sistemas em nuvem com recursos de infraestrutura, serviços de BI, gerenciamento , banco de dados que permite compilação, teste, implantação, gerenciamento e atualização do aplicativo. Esse sistema também é na nuvem e a monetização é feita pela compra de licença de utilização, ou seja, pode variar por tipo de ferramenta, número de usuários entre outros fatores.

 

 

10) Infraestrutura como serviço (IAAS)

Essa ferramenta faz parte de uma das categorias da computação em nuvens que fornecem armazenamento, rede e diversos outros recursos via internet. A empresa tem acesso a um banco de dados e sistemas operacionais  sem que haja a necessidade de uma estrutura física e suporte de gerenciamento, uma vez que eles podem ser feitos pelo sistema IAAS. Os pagamentos são recebidos por mensalidades ou anuidades.

 

 

11) Inteligência artificial como serviço (AIAS)

São vendas de ferramentas que identificam conhecimento e comportamentos, ou seja, as chamadas Inteligência Artificial. Essa venda é feita como um sistema combinado com outro softwares, podendo ser o SAAS ou IAAS, que ajuda a utilizar aquela determinada inteligência.

 

Agora que você já conhece os diversos modelos possíveis de monetização para a sua empresa, é necessário que faça uma avaliação profunda do seu negócio e que antes que haja a implementação, seja consultado um especialista na área, para que não tenha problemas futuros.